segunda-feira, 31 de outubro de 2016

ARTIGO - ESTÉTICA: UMA DIMENSÃO DA COMPETÊNCIA EM INFORMAÇÃO A SER PERCEBIDA POR BIBLIOTECÁRIO DE BIBLIOTECA PÚBLICA


Resumo


A Sociedade da Informação exige do bibliotecário múltiplas competências, habilidades e atitudes para lidar com o vasto universo informacional e a relação com o interagente. Na troca de ideias e busca de soluções para problemas com o uso de informação a Biblioteca Pública é um espaço por excelência para a transformação social dos atores da sociedade. Cabe ao bibliotecário, como mediador dessa avalanche informacional, ser competente em informação e, dessa forma, auxiliar o interagente a utilizar recursos de informação para tomada de decisão. É sobre isso que versa o artigo: Competência em Informação (CoInfo), que se divide em quatro dimensões - técnica; estética; ética e política. A dimensão estética relaciona-se com a ciência do belo e com o despertar dos sentidos para perceber o Outro e sua necessidade. Este Outro é percebido pela visada fenomenológica, teoria adotada e inspirada em Maurice Merleau-Ponty, que entende o corpo como meio condutor dos efeitos dos sentidos. A pesquisa foi qualitativa, voltada para os fenômenos humanos e sua complexidade; de abordagem fenomenológica, pois estuda as essências das coisas; e bibliográfica, visto ter utilizado registros disponíveis em textos. O objetivo deste artigo é explorar o termo Estética e esclarecer o que é a Dimensão Estética da CoInfo.

Palavras-chave


Competência em Informação; Dimensão Estética; Bibliotecário; Biblioteca Pública

DIVULGAÇÃO - Oficina - Literatura infantil e ética: formando sujeitos leitores nos anos iniciais

A Paulus está com nova Oficina para os interessados em aprofundamento na temática literatura infantil. MINISTRANTE: INGO VARGAS L...