quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

LIVRETANDO - A REALIDADE E A FICÇÃO por Kátia Rebello

REBELLO, Kátia. A realidade e a ficção. Florianópolis, SC: Papa-livros, 2013. 128 p.

Foto: Evandro Jair Duarte.

Ganhei este livro da autora Kátia Rebello. Eu li a sua obra "E por falar em fantasma...", que comprei na feira do livro de Florianópolis-SC, quando comentei com a escritora sobre o que gostei do texto tive a oportunidade de perguntar sobre outras possíveis publicações e eu soube que a lista era grande. Perguntei onde eu poderia conseguir os livros e ela me falou que alguns estavam esgotados e outros poderiam ser encontrados em livrarias ou sebos.

Para minha grata surpresa, eu encontrei o livro "A casa de praia" (já resenhado neste blog), estava nas estantes da Biblioteca Pública de Santa Catarina (BPSC), peguei emprestado e gostei muito.

Dias depois de nosso encontro Kátia foi até à BPSC me procurar (trabalho lá desde outubro de 2010), ela deixou-me de presente três títulos de sua autoria e um deles era "A realidade e a ficção", o qual faço sinopse agora.

Espero encontrar esta autora para uma nova conversa sobre a obra que li e resenho.

Kátia narra a história de Isadora, uma professora de Literatura que recém foi contratada para lecionar em uma universidade. Lá Isa (que por um motivo particular não gosta de ser chamada assim) foi apresentada aos demais colegas de trabalho e recebeu um convite para uma festa de boas vindas aos novos professores. na recepção conhece bem cada um e as fofocas sobre os demais.

Isadora em sua primeira aula se deparou com uma sala cheia de alunos interessados na disciplina de literatura com a nova professora que também é escritora. as primeiras perguntas dos alunos em sala eram sobre o livro que Isa escrevera.

Ela descobriu que o professor Falcão era professor de Literatura também e que muitos dos alunos migraram da sala do veterano para a da novata.

A professora ficou instalada na casa da antiga professora de Literatura que havia sido demitida e em seguida morreu em um acidente de carro. Um grande mistério gira em torno dessa morte.

Por volta da meia noite o telefone tocava e uma voz infantil falava com Isadora como se ela fosse a antiga moradora da casa, a professora Ondina. Esse ritual seguiu por muitas noites.

Na universidade há um Don Juan, o sedutor professor Falcão, muitos boatos sobre ele ter se relacionado com muitas professoras da universidade o deram o título de conquistador. Mas, até onde estes boatos são verdadeiros? De onde vem essa fama de sedutor?

Falcão e Isadora se tornam próximos e um jogo começa entre os dois. Ahhhhhhh, somente lendo o livro para saber o que acontece com eles.

Um clima de mistério se forma desde o início da trama e os leitores ficam tentando adivinhar o que está acontecendo.

Algumas revelações são feitas aos poucos, sobre: 
- a morte de Ondina;
- o porquê ela foi demitida;
- sobre o telefonema que Isa recebia todas as noites.

Ficou esclarecido de onde vinha a fama de Don Juan de Falcão.

Um livro que executa muito bem a sua função de entreter e provocar curiosidade. Leitura que prende e flui, ao nos envolvermos com o texto avançamos na leitura e nem percebemos o fim chegar.

Recomendo.

DIVULGAÇÃO - OFICINA: A BIBLIOTERAPIA COMO RECURSO NO ESPAÇO EDUCACIONAL (Liège Knoche)

OFICINA: A BIBLIOTERAPIA COMO RECURSO NO ESPAÇO EDUCACIONAL MINISTRANTE: Liège Knoche Bacharel em Biblioteconomia – Gestão da Informação...