Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

CONTANDO HISTÓRIAS - QUEM É ELE ? (por Evandro Jair Duarte)

A noite está calma, o céu está escuro e pontilhado de estrelas. No entanto, uma estrela brilha forte, destacando-se. Muitos a observam, alguns em seus lares, outros em desertos, outros em viagens e três grandes personagens buscam orientar-se em seu caminho. A estrela brilha forte, novamente. Corta o céu e direciona o trajeto dos três. São reis e levam presentes em suas mãos. Chegam onde ao final do risco traçado no céu pela estrela. Os três encontram um lugar humilde, um lugar diferente e estranho para o que procura. É uma estrebaria, será que seguiram o sinal correto? Entram e encontram um pai, uma mãe e o bebê. O pequeno estava em um berço improvisado. Era o local onde se colocava a ração dos gados. Forrado para o conforto da criança, este foi o local dos primeiros dias de um grande rei. Visitantes chegaram e ofertaram suas riquezas ao até então príncipe. O príncipe da paz. Ele cresceu. Foi batizado por seu grande discípulo e amigo. Fez proezas, grandes atos, até inacreditáveis. Tro…

CONTANDO HISTÓRIAS - A CAIXA SURPRESA (por Evandro Jair Duarte)

Em uma de minhas férias de verão fui fazer um passeio pela maravilhosa cidade do Rio de Janeiro. Lá eu pude visitar diversos pontos turísticos recomendados por amigos. Em cada espaço conhecido, eu comprava pequenas lembranças, com o intuito de guardar micro histórias da viagem contadas por meio dos objetos. Pensei: "preciso de um recipiente para guardar os souvernirs! Onde guardar tantos pequenos badulaques"? Para a minha agradável surpresa, o guia da viagem me presenteou com uma pequena caixa, com a estampa da cidade maravilhosa na tampa, onde todos os pequenos badulaques couberam e hoje estão lá em espaço especial de meu pequeno apartamento (ou seria apertamento?). Dentro da caixinha estão a bagunça e a descontração dessa bela viagem, e com inúmeras histórias registradas a serem contadas através do tempo e de rodas de amigos que se disponibilizam a ouvir um pouco de aventura.


Autor: Evandro Jair Duarte24 de agosto de 2011